• LANÇAMENTO /15/04/2016
  • FORMATOS /

Release

O novo trabalho é composto por 12 músicas. Dez canções são inéditas e duas versões de outros ministérios, sendo elas: “Não Seremos Abalados” (We Will Not Be Shaken) da Bethel Music, e “Que se Abram os Céus” (Let the Heavens Open) da Kari Jobe e Gateway Church. O estilo musical continua sendo pop rock, porém “creio que temos muitos elementos novos que as pessoas irão perceber ao ouvir o CD”, diz Nivea Soares.

Antes de Reino de Justiça, o último álbum da cantora foi lançado em 2013 – “Nivea Soares 10 anos”, em comemoração aos 10 anos de ministério. “Eu e Gustavo vivemos um período de poucas atividades por causa das nossas filhas pequenas. Porém, percebemos a necessidade de liberar algo novo. Muitas coisas têm acontecido no Brasil e em outros países. Temos visto que é tempo de um despertamento na nossa nação em relação ao evangelho genuíno de Jesus. Nós percebemos que tínhamos uma mensagem importante para este tempo, então sabíamos que era a hora de gravar o novo projeto”.

Para Nivea, Reino de Justiça tem um propósito a cumprir. “Com este trabalho, voltamos a tocar a trombeta do arrependimento, não como se fôssemos uma elite religiosa, mas como uma necessidade que é nossa por fazermos parte do Corpo de Cristo. Estes são dias difíceis, de crise, onde Deus está abalando, removendo o que é abalável para que aquilo que é eterno permaneça. Assim como nos dias de Joel, necessitamos retornar para o coração de Deus. Que o gigante adormecido seja despertado, que a igreja tome o seu lugar em comunhão com Deus e seja resposta dele para aqueles que não têm esperança. Que as canções deste CD sejam instrumento de despertamento e cura para quem ouvi-las.