FERNANDINHO - DVD SEDE DE JUSTIÇA
  • LANÇAMENTO /01/06/2007
  • FORMATOS /

Release

O DVD Sede de Justiça é uma ministração maravilhosa e impactante que falará a muitos corações. Houve muita interação entre Fernandinho e o público, unidos em um só espírito de adoração e louvor a Deus.

A gravação aconteceu em um ambiente extremamente espiritual e inundado da presença de Deus, onde Fernandinho e o público presente realmente se derramaram em uma ministração que irá impactar muitas vidas. É perceptível também, ao assistir o DVD, que tudo foi produzido em padrão de excelência raro; fotografia, áudio e efeitos.Tudo para honra e glória do nosso Deus! Com certeza, uma referência de qualidade do meio evangélico.
Análise DVD Sede de Justiça – Fernandinho

Em 28 de maio de 2007 chegava as prateleiras do todo o país o quarto álbum solo de Fernandinho, intitulado Sede de Justiça.

Sete meses depois foi lançado o dvd homônimo, gerado em um culto gravado ao vivo no dia 24 de agosto, em um local conhecido como “Batistão”, que no futuro abrigara o templo da Igreja Batista de Campos.

O registro áudio visual traz as 11 faixas que fizeram parte do repertório do cd. A programação visual do encarte manteve as características do layout do disco.

Assim como o dvd “Abundante chuva”, este novo dvd é lançado com o suporte da Onimusic, que também é responsável pela distribuição dos lançamentos do “Asas da adoração”, “Judson Oliveira”, “Som da chuva”, “Clamor para as nações”, entre outros.

Nos extras temos depoimentos de Fernandinho e de sua esposa Paula Santos, ao lado de um pequeno documentário sobre a cidade de Campos dos Goytacazes e bastidores do evento.

Um lance legal nos registros áudio visuais dele é que apesar do repertório do cd e do dvd serem idênticos, ambos são gravados em datas separadas, fazendo com que as canções tenham uma pegada diferente em cada registro apesar de não haverem maiores novidades em relação aos arranjos.

Este lançamento traz uma peculariedade em relação aos demais lançamentos do gênero. Tudo foi produzido com um raro padrão de excelência na fotografia, no áudio e nos efeitos. As tomadas de câmera são um caso a parte durante todo o culto, com ângulos inusitados e criativos. Com certeza uma referência de qualidade do meio evangélico.

Tudo que eu quero dá início ao culto com toda a força festiva do pop rock. O arranjo está muito legal. Riffs e solos de guitarra ao lado de efeitos de teclado cadenciam a canção que versa sobre Filipenses 1:6. Muito boa!

Como eu te amo é uma oração de contrição e entrega. Apesar de ser lenta mantém uma pegada pop rock com vários efeitos de guitarra. O teclado cria várias frases melódicas usando pad-strings que preenchem muito bem os espaços do arranjo.

Na voz de Paula Terra Santos, em um dueto com Fernandinho, ouvimos Nada além do sangue, versão para “Nothing but the blood”, canção de 1857 que também foi regravada por Matt Redman em 2004 no álbum “Facedown”.

A versão de Fernandinho não foi baseada na do Matt e sim numa parceria da Paula Santos (esposa do Fernandinho) com uma pastora de Fortaleza chamada Danielle Galvão.

No álbum anterior Fernandinho cantou o refrão do hino tradicional “Tu És fiel” na canção “Tua fidelidade” e “Rude cruz” na canção “Já estou Crucificado”. Desta vez ele usa o refrão de “Alvo mais que a neve” para ministrar com a igreja.

Os nomes de Jesus listados em Isaías 9:6 são a base do refrão de Emanuel. Traz uma pegada mais pesada do que a da primeira canção. Uma bateria “bate estaca” marca presença ao lado de guitarras conduzindo o hino com power chords com muita distorção e overdrive, ambos usados de forma bem discreta, sem agredir a sonoridade do hino. Muito boa também.

Chorem é um clamor por mais de Deus baseado em Joel 2:17. O hino mantém um arranjo denso e muito bem bolado desde sua introdução. No cd tivemos a participação de Daniel Souza. No dvd o convidado para ministrar foi Ricardo Robortela do Ministério “Clamor Pelas Nações”.

(“Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos” – Mateus 5:6) A faixa título vem na maior pressão. Sede de Justiça é mais um pop rock muito bem tocado. Mais uma vez destaque para a “guitarreira” que mantém o clima da canção com licks, riffs e solos bem criativos. O contrabaixo que já havia se sobressaído no hino anterior é um dos destaques desta faixa. Nota 10.

Chegou o tempo é um clamor pelo Brasil. O louvor, que possui uma letra bem pequena, é uma balada que traz um leve tempero eletrônico. Seu compasso ternário composto (6/8) traz nuances desdobradas no refrão que criam uma sonoridade bem interessante.

Um riff de guitarra com marcações contínuas dá o tom para Dançar na chuva que traz uma pegada metaleira desde a introdução.

A reta final da gravação começa com Yeshua interpretada por Bianca Azevedo. A canção traz uma sonoridade densa e bem definida. Destaque para as nuances de dinâmica da banda, para os arranjos de cordas executados pelo teclado e para os dançarinos Roberto e Priscila Braga.

Mantendo o clima contemplativo chegamos a Me leva. A oração cantada por Fernandinho traz uma bela melodia que versa sobre quebrantamento. Com certeza uma das melhores.

Fechando a gravação cantamos as palavras do apóstolo Paulo em Romanos 8:31. A balada pop mantém a sonoridade usada em todo o álbum com guitarras, baixo e teclados muito bem distribuídos no arranjo.

Fernandinho foi muito feliz na escolha do repertório e a qualidade da gravação está bem profissional.

Fonte: Site Super Gospel